CASO CHICO PERNAMBUCO – Prefeito Processa Morador Por Acusá-lo Sem Provas, De Ser O Mandante Do Crime | | Candeias Online

CASO CHICO PERNAMBUCO – Prefeito processa morador por acusá-lo sem provas, de ser o mandante do crime

Caso-chico-pernambuco-prefeito-processa-morador-por-acusá-lo-sem-provas-de-ser-o-mandante-do-crimeO prefeito de Candeias do Jamari, Luiz Ikenohuchi Herrera, através de seus advogados, protocolou no ultimo dia 13/07 no juizado especial criminal de Porto Velho, QUEIXA CRIME em desfavor de MIQUIAS VIEIRA DE MORAES em face do mesmo viver alardeando em determinado grupo na rede social whatsapp, com mais de 160 participantes, que o prefeito é O AUTOR INTELECTUAL do crime de homicídio do ex-prefeito Francisco Vicente de Souza, vulgo CHICO PERNAMBUCO, fato esse que nem a policia e muito menos a justiça sequer ventilou essa possibilidade.

Os advogados do prefeito juntaram como provas das acusações o protocolo de denuncia feita pelo mesmo frente ao Ministério Publico, onde o querelante é acusado formalmente, e ainda vários prints e uma mídia em CD com dezenas de áudios do mesmo fazendo ilações e tentando induzir os outros participantes do grupo quanto a culpabilidade do Prefeito. O acusado MIQUIAS VIEIRA DE MORAES afirma em sua denúncia no MP, que o prefeito é o MENTOR INTELECTUAL do homicídio, o que não é verdade, sendo tratado então como calúnia, cabendo ao querelado provar suas acusações sob pena de responder criminalmente.

maxresdefault(46)

Em razão dos fatos acima narrados, o prefeito viu-se então obrigado a promover queixa crime contra o acusado, e caso não prove suas acusações perante o juizado especial criminal, que seja condenado com as sanções previstas na lei.

Em contato com a banca de advogados do prefeito Luiz Ikenohuchi, os mesmos relataram que está é apenas a primeira queixa contra o acusado, já que ainda está semana outra ação, desta vez no juizado especial civil, será protocolado com o pedido de reparação por danos morais.

Resta salientar que todos que compartilharem a calunia propagada pelo acusado e que se juntarem a ele para denegrir a imagem do prefeito, podem responder solidariamente pelo mesmo crime.

O que boa parte da opinião publica do Candeias não sabe é que o acusado estava morando no estado do Tocantins, e como estava passado por dificuldades financeiras, entrou em contato com o prefeito pedindo para que o mesmo pagasse sua passagem de volta ao município de Candeias, onde mora sua família, e aqui chegando o mesmo procurou o prefeito, não para agradecer pelo pagamento da passagem, mas sim para pedir cargo na prefeitura, e como não teve o seu pedido atendido, o mesmo começou a fazer essa campanha de difamação contra o prefeito.Veja o documento abaixo:

Fonte: Assessoria

admin

admin

seu jornal eletrônico 24 hs

Comentários

Deixe uma resposta